Papo de Véia

Causo sem título

A gente está entre um pedaço e outro de pudim de chocolate. A colher escorrega suavemente na iguaria enquanto as papilas gustativas jorram saliva por toda a boca, meio que desejando mais um pedaço, meio que faxinando o bocado anterior. Olho seu antebraço, forte, esguio. Sigo caminhando com os olhos pela camiseta da cor de… Continuar lendo Causo sem título

Anúncios
Papo de Mãe

o nascimento da vulnerabilidade

"estar perto demais me deixa vulnerável - cê sabe todos os meus defeitos, caramba"

Papo de Véia

parabéns, pai

"o nosso repertório é tão minúsculo, tão excludente, tão pessoal porque diz respeito à gente mesmo, ao que vivemos, às nossas experiências e caminhos trilhados... tem a ver com o momento em que a gente tá, no aqui e no agora. Só se vê o que tá dentro dessa frestinha da janela... mas o universo, meu bem, é muito maior que isso... e as possibilidades, infinitas!"