caju com manga

Deve ser aqui

Quando é que a gente aprende a ter certeza das coisas? E a duvidar delas? Quando é que a empáfia dos sem-dúvidas passa a ser nossa lei, a que rege todos os assuntos da nossa vida. Não sei. Eu tenho uma pré-adolescente em casa que desde muito cedo já tem as suas certezas. E embora mude de ideia, ass

im que se apropria da nova sai bradando aos quatro ventos que tem certeza do que está dizendo- os demais é que são tolos – não sabem o que dizem…
Sobre mim mesma, não sei dizer quando comecei a ter certezas – e nem as dúvidas. Eu nem mesmo sei se a minha criança já saiu do castigo em que foi deixada, lá pelos 4 anos, depois do xixi na cama, os vazios e as surras, ahhhh, as surras…
Te ensinam que as porradas são um ato de amor. E que um dia, alguém te bata por amar-te. Oxi, tá doida? Esqueceu que tudo o que a gente acha é sobre a gente mesma?
Quando é que a gente começa a duvidar do que aprendeu? Da justiça? Da verdade? Do que viveu? Do que ouviu?
Quando é que a gente sai do castigo e volta a brincar?
Deve ser agora. E aqui.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s