caju com manga

É tempo de imposto de renda

São 22:30h. Piolha dorme. A Luna caça um monstro invisível – vai saber o que a visão dos gatos alcança… O Godoh – gente, alguém viu o Godoh? Cheguei em casa há mais de uma hora e não o vi ainda! Meu Deus, quisera eu ter este dom da oportunidade!

As últimas palavras da minha filha antes de pegar no sono foram de lamento: a recordação de um tempo que nunca existiu mas que ela insiste em dizer que era melhor. Porque é que a gente teima em ter saudades das coisas que fantasia?

Olho a casa. Meus papéis. Minha louça. Meu coração: tá tudo um caos. A roupa? Na máquina desde às 7h. O lixo, transborda. A cabeça, fervilha: são tantas ideias. Por onde é que se começa, mesmo?

Agora, é tempo de imposto de renda. Onde eu enfiei aquele recibo do pediatra de novembro, caramba?!

É tempo de manutenção da Eletropaulo. De preparar workshop e café. De deixar comida congelada. Fazer pedido de frutas. E de coloração. De contratar gente. De passar roupa. De fazer cafuné. Planilhas. Eu disse café? Desamor. Pagamento. Puts, não tomei banho ainda. Conteúdo da rede social. Da minha também, óbvio. Oi, quanto é o aluguel do seu espaço, mesmo? Buscar na aula de balé. Kumon. Barulho. Passaporte. Vacina Febre. A-ma-re-la. Gente, pelo amor de Deus, porque é que todo prédio do mundo não é igual aos do Rio, que você se desfaz do lixo diariamente – joga lá de cima por uma portinha a sacolinha que vai direto pra um cestão bem grande. Não fica lixo acumulado nunca, ô beleza!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s