caju com manga

kairós

passou bastante tempo (to falando do cronos) pra eu entender que o tempo (agora, o kairós) é um sábio conselheiro. e que as coisas, ainda que pareçam estar dando errado, tão dando muito certo.

aquele atraso no trem, a gestação que não chega, o enrosco na burocracia, término surpresa de relacionamento, a demissão inesperada, o arroz que queima, o farol que não abre, aquela pausa na última pentagrama, tudo, tudinho, tá rolando na hora exata…

e é bem difícil mesmo, quando a gente tá vivendo uma angústia, não enxergar todas as coisas muito maravilhosas que ainda virão depois daquela tempestade, afinal, a gente não tem bola de cristal, eu sei (mas bem que podia usar mais a intuição, né?!)

piolha chegou triste da escola – não tem mais nenhuma amiga na perua. – mãe, eu não quero voltar sozinha… mãe, eu tô me sentindo abandonada. mãe, você sempre vai me amar? mãe, mãe, mãe…. – ai, pequena, cê ainda não sabe mas são esses ciclos que se fecham os que abrem novos horizontes e os portões mágicos pra uma vida extraordinária.

o barato da existência, tô (quase) certa disso, é estar presente. e viver a granel, sabe, sentindo todos os aromas disponíveis, comendo uvas de todas as cores, assando todos os bolos de chocolate, recebendo todos os ventos na cara, amando a todas as pessoas ainda quando elas estão agindo como elas mesmas..

Ainda que sejam elas mesmas…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s