Papo de Véia

Hoje eu calço as tuas botas

Você, minha doce companheira, perdoe-me. Até agora não tive a empatia de viver a tua dor, de te olhar com amor, de te acolher com paciência... Você é uma sobrevivente, agora sei. Sobreviveu à morte, à falta de amor, à rejeição, ao desafeto, à língua afiada, à mãos violentas, aos gritos e guerras, à chantagem… Continuar lendo Hoje eu calço as tuas botas

Anúncios
Papo de Estilo

carta de amor à mulher medieval que ainda vive em mim”

Eu preparei um workshop. Um workshop de estilo, digamos a verdade. Mas não pretendo ensinar ninguém a se vestir, já adianto. Pretendo mesmo é incitar a busca por quem a gente é, por dentro, e traduzir isso em linhas e formas, cores e texturas, estampas, recortes, tecidos e acabamentos... - que é pra gente se… Continuar lendo carta de amor à mulher medieval que ainda vive em mim”