Papo de Autoestima

#batendopapocomautoestima

ipes_amarelos_copy

 

 

Há muito tempo eu comecei uma viagem pro interior do meu mundinho. Foi uma viagem a pé, cheia de buracos, numa estrada de terra. Foram anos caminhando, amando, sofrendo, vibrando, conhecendo outros viajantes, alterando as rotas, e adentrando, cada vez mais, no profundo do meu ser pra entender, de fato, quem sou. Do que eu gosto. Porque eu, uma formiguinha nesse mundão de meu Deus, estou aqui, no Planeta Azul…

Confesso que muitas vezes, o trajeto não fazia sentido, os atalhos tomados eram incoerentes com o meu discurso mas, mesmo assim, prevalecia a minha intuição.

O primeiro dia que eu entrei na Cabelaria (www.cabelaria.com.br), senti que minha energia vital revolucionou:  eu estava viva. Saí dali com a certeza de que aquele era meu lugar e não tive outra solução que não fosse pedir demissão no emprego anterior e bater na porta do salão pedindo indicações de cursos: o André me recebeu de braços abertos e me convidou pra ficar ali, como aprendiz.

Me lembro, com emoção, o primeiro cabelo de cliente que eu lavei: que vontade de chorar de felicidade. Eu estava tocando em alguém, cuidando de uma pessoa, zelando pela sua auto estima. Então era isso que sentia um cuidador??

Ouvi meu chamado, senti que era ali, não haviam dúvidas.

De lá para cá muita coisa melhorou, a viagem continuou, acabei fazendo coisas que eu não queria mas, hoje eu sei, foram imprescindíveis para o meu crescimento. E agora, 3 anos depois, o propósito ficou completamente claro, estampado em letras garrafais: é de gente que eu gosto. É de autoestima, é de corpos descontentes em busca de sentido pra própria imagem.

O trabalho que a gente faz no salão, dizem, é de Visagismo. Mas cá entre nós, eu o renomeei, aqui na minha cachola, de Bate Papo. É isso, pra mim, a solução de todos os males. É conversando que a gente entende o outro e, muitas vezes, ao contar algo em voz alta, a gente acaba se entendendo também.  Depois de ouvir alguém, dá uma vontade danada de expor as belezas que cada um carrega dentro de si e, muitas vezes, nem se dá conta.

É um trabalho lindo. Lindo. De autoestima e poder. De embelezamento sim, mas, acima de tudo, de conversa. De entrega. De fé. É crer nas pessoas. E crer no amor.

Hoje, oficialmente, eu me declaro “conversadeira” oficial. Em uma semana eu terei concluído o curso mais esperado da minha vida, com as meninas da Oficina de Estilo (www.oficinadeestilo.com.br) e aqui, neste blog, pretendo contar os detalhes das transformações que acontecerem com quem vier pro meu #batepapodeautoestima .

Eu não vou falar de moda, nem de tendência, juro, eu nem saberia. Eu vou falar de identidade pessoal, consumo consciente e de possibilidades pra quem nunca pensou que as teria. Mas, acima de tudo, vou falar de pessoas e, principalmente, dos presentes que a vida traz quando a gente assume ser quem a gente é.

Embarque comigo neste projeto. Eu prometo que essa viagem leva a  campos floridos e verdejantes! Vem!!

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s