caju com manga

O umbigo do mundo

Sofia adoece e, três dias depois, é hospitalizada. - Apendicite, mãe. Deve ser operada, já. Está a ponto de supurar. - Mas... A palavra fica na boca, a roupa suja por lavar, a limpa por passar, o trabalho inadiável por fazer, papéis por organizar, banheiro por lavar, reuniões por acontecer, clientes por atender... Tudo fica… Continuar lendo O umbigo do mundo

Anúncios
caju com manga

Simples

Eu tô aqui. Você, dorme ao meu lado. Sinto a sua perna tocar a minha e a tua respiração rente ao meu antebraço. Luna, aninhada ao meu pé. Godoh, no teu. A música que soa é o encontro do chorro de água que desce do cano escondido pela pedra com a poça, movida pela mini… Continuar lendo Simples

Papo de Véia

eu preciso dizer que te amo…

ele tem o pior diagnóstico que algum familiar meu pode imaginar: hiv positivo

Papo de Mãe

Aromas do amor…

  A minha memória olfativa foi também, minha maior aliada, sempre. Através dela, cresci num conto maravilhoso onde passeava pelos campos de flores miúdas amarelas, com castelos medievais e vendedores de maçã do amor. Imaginava tudo isso sentava no degrau da entrada da cozinha, virada pra porta de vidro que, aberta, dava de frente pra uma montanha, naqueles… Continuar lendo Aromas do amor…

Papo de Mãe

Feliz Dia

A gente não precisa de palavras. A gente se entende com o coração. Seja de mãe pra filha. Seja de filha pra pai.

Papo Cabeça

eu comeria sonhos…

durante quanto tempo é possível ouvir o som das ondas até se entediar?

Papo de Véia

a história de amor do peregrino e da recepcionista.

entre tantas histórias que eu vivi no caminho, essa é a que mais me emociona: a história de amor entre o peregrino e a recepcionista, uma história de amor das de verdade, cheias de obstáculos e desafios. e escolhas, claro, como tem que ser.

Papo de Véia

Eco

Ecoa em mim todos os ruídos do mundo...

caju com manga

quadrilha

entre o baile saltitante na panela do pipoqueiro e o aroma festeiro do outono em junho me pego te olhando e me vendo, eu também já tive dez anos. já falei isso aqui e repito: ser mãe é se reconciliar com a sua criança. a gente acaba tendo outra chance de viver a infância, de… Continuar lendo quadrilha

caju com manga

o mediterrâneo que vive em mim

  eu nunca entendi muito bem porque uma vez por mês tenho vontade de fugir. é um fugir pra não sei onde, nem de quem. imagino que tenho outra vida. uma vida ainda mais simples, cheiro de café que sai do coador e aconchego. a sensação é de recolhimento, de introspecção, aroma de amaciante na… Continuar lendo o mediterrâneo que vive em mim